UMA QUESTÃO DE FINITUDE NA INFINITUDE