spot_img

Ação de Páscoa da Polícia Civil acolhe crianças em situação de vulnerabilidade

Cerca de 300 crianças de instituições em Belo Horizonte e na cidade de Santa Luzia, na região metropolitana, receberam equipes da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), nesta quarta-feira (27/3), para uma celebração da Páscoa diferente. Além de chocolates, crianças e educadores das instituições visitadas foram acolhidas com orientação sobre crimes de violência sexual. Eles receberam a cartilha “Amiguinhos, vamos conversar?” que apresenta, de forma lúdica, os cuidados em caso de violência.

A iniciativa é da Divisão Especializada em Orientação e Proteção à Criança e ao Adolescente (Dopcad). Os servidores da Dopcad se reuniram com familiares e arrecadaram chocolates para crianças em situação de vulnerabilidade.

- Publicidade -

Em Belo Horizonte, as doações foram entregues na Casa Esperança, no bairro Céu Azul, na Unidade de Acolhimento Institucional da Associação Irmãos Sol e no Projeto Compaixão, ambos no Padre Eustáquio. Em Santa Luzia, a ação foi realizada na Creche Padre Germano. “A ideia surgiu depois que uma equipe de investigação da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) identificou duas crianças vítimas de violência física e sexual acolhidas pela Casa Irmão Sol, cujo procedimento encontra-se em tramitação na unidade”, garantiu a delegada Renata Ribeiro, chefe da Dopcad.

Os policiais, acompanhados por um cão, a mascotte Maria Esperança, alegraram as crianças com caixas de bombons e tiveram a oportunidade de conversar com o público infantil sobre prevenção e orientação, distribuindo cartilhas com informações úteis para prevenção de crimes de violência sexual contra crianças e adolescentes. “Com essa ação, a Polícia Civil realiza, além da atuação investigativa que leva à responsabilização do agressor, o trabalho preventivo e promove um dia de alegria e acolhimento para crianças que passaram por situação de violência”, declarou a chefe da Dopcad.

 

 

Fonte: Acom / PCMG

spot_img
** Os comentários de internautas em publicações das redes sociais do Notícias Uai não representam, necessariamente, a opinião deste portal e são de inteira responsabilidade do autor.

Ação não permitida.