Bandido que atirou em policial estava de ‘saidinha de Natal’ e respondia por 18 crimes

O bandido de 25 anos que baleou o sargento Roger Dias da Cunha, da Polícia Militar, durante uma perseguição no bairro Novo Aarão Reis, em BH, estava em uma saída temporária de final de ano e deveria ter voltado para a cadeia no dia 4 de janeiro. O militar foi atingido na cabeça e está internado em estado gravíssimo no Hospital João XXIII.

O autor dos disparos contabiliza 18 registros policiais. Já o segundo envolvido na ocorrência, 15 registros, dois por homicídio, e também estava de saída temporária.

Segundo informações, policiais perseguiam um carro roubado quando o veículo bateu e os bandidos saíram correndo a pé. Na rua de cima, o sargento começou a perseguir um deles.

Conforme imagens de uma câmera de segurança, o sargento ordenou que o criminoso se deitasse. O bandido então se virou, sacou a arma da cintura e atirou na cabeça do policial, que cai inconsciente no chão.

O sargento foi levado ao Hospital João XXIII e passou por cirurgia. Ele foi baleado com dois tiros na cabeça e um na perna, tendo o tiro atingido também a veia femoral.

** Os comentários de internautas em publicações das redes sociais do Notícias Uai não representam, necessariamente, a opinião deste portal e são de inteira responsabilidade do autor.