spot_img

Defesa Civil e Vale ativam novas sirenes de emergência em Congonhas

A população de Congonhas que vive perto das barragens Baixo João Pereira, Barnabé, Alto Jacutinga, Gambá e Barnabé 1 está ainda mais segura. A Defesa Civil Municipal e a Vale realizarão, na próxima segunda-feira (13/11), às 10h, o comissionamento de novas sirenes de emergência, que passam a integrar o sistema de alarme das estruturas. Os novos equipamentos foram instalados na região do Parque Ecológico da Cachoeira, para ampliar a capacidade operacional do sistema de alerta.

O comissionamento é considerado o primeiro acionamento de uma nova sirene, feito com o som real de emergência e com o toque com duração estimada de 7 minutos, com o objetivo de testar o seu funcionamento e verificar o alcance do som. Antes do toque será emitida uma mensagem informando que se trata de um teste. Não é necessária nenhuma ação por parte da comunidade, que poderá manter sua rotina normalmente.

- Publicidade -

As sirenes poderão ser ouvidas na região do Parque Ecológico da Cachoeira; na avenida Tenente José Horácio Cordeiro; na comunidade de Barnabé, em propriedades rurais localizadas na região; e nos bairros Campinho, Novo Plataforma e Praia. Vale lembrar que, mensalmente, todo dia 9, é realizado o teste do sistema de alarme da região, feito com toque de melodia instrumental e essas novas sirenes já estarão integradas ao grupo de equipamentos das estruturas.

A atividade é realizada em continuidade às ações que fazem parte do Plano de Ação de Emergência para Barragens de Mineração (PAEBM) das estruturas, em cumprimento à legislação vigente. Não houve alteração na condição de segurança das barragens.

Prevenção e monitoramento

Com objetivo de desenvolver e fortalecer a cultura de prevenção nas comunidades onde atua, a Vale tem equipes dedicadas a fazer a gestão de emergências junto às pessoas e em conjunto com a Defesa Civil e órgãos competentes. Para isso são realizados, periodicamente, treinamentos e exercícios simulados para preparar a população em caso de eventuais emergências com barragens, além de testes rotineiros dos equipamentos de alerta. O foco prioritário é a segurança das pessoas, o cuidado com o meio ambiente e a redução de riscos.

As principais barragens da Vale são monitoradas 24 horas por dia e 07 dias por semana pelos Centros de Monitoramento Geotécnico (CMGs) da empresa, além de receberem inspeções regulares de equipes internas e externas, que agem prontamente quando são necessárias ações preventivas ou corretivas. Mais informações podem ser obtidas no site www.vale.com/esg.

 

 

 

Fonte: Acom / Vale

spot_img
** Os comentários de internautas em publicações das redes sociais do Notícias Uai não representam, necessariamente, a opinião deste portal e são de inteira responsabilidade do autor.

Ação não permitida.