Delegado Helton Cota, que atuou em Itabira, faz grande apreensão de drogas e recupera carros roubados

Em uma série de operações policiais realizadas ao longo desta semana, a Polícia Civil de Minas Gerais, por meio da Divisão Especializada em Prevenção e Investigação de Furto e Roubo de Veículos Automotores (DEPIFRVA/DEICTRAN), obteve êxito na recuperação de quatro veículos que haviam sido furtados ou roubados na capital e região metropolitana. Estes veículos serão devidamente devolvidos aos seus proprietários após os procedimentos legais. O Departamento de Polícia responsável pelas operações é chefiado pelo delegado Helton Cota Lopes, ex-delegado regional de Itabira.

Na primeira ação policial, desencadeada em 30 de outubro de 2023 pela equipe da 2ª Delegacia Especializada, foi localizado na região de Santa Luzia/MG um veículo do modelo Hyundai HR, que ostentava placas clonadas (NKW-9D27). Após minuciosa vistoria, foi constatado que se tratava do veículo com as placas originais HLU-6610, que havia sido furtado em 20 de junho de 2023, no município de Sarzedo/MG. No decorrer da operação, um indivíduo de 43 anos, que estava na posse desse veículo, foi preso em flagrante delito pelos crimes de receptação e adulteração de sinal identificador, conforme previsto nos artigos 180 e 311 do Código Penal Brasileiro, e posteriormente encaminhado ao sistema prisional.

No mesmo dia, a equipe da 2ª Delegacia Especializada recuperou uma motocicleta BMW no Bairro Jaqueline, na capital, que havia sido furtada em Belo Horizonte, no Bairro Dom Joaquim, em 27 de outubro de 2023.

Hoje, em 31 de outubro de 2023, durante uma operação policial conduzida pela equipe da 1ª Delegacia Especializada no Bairro Pedra Azul, em Contagem/MG, investigadores de polícia efetuaram a prisão em flagrante de dois indivíduos, com idades de 32 e 34 anos, pelos crimes de receptação, adulteração de veículo automotor e tráfico de drogas.

Na ocasião, foram apreendidos dois veículos que apresentavam sinais de adulteração, além de uma quantidade significativa de barras de uma substância análoga à “maconha” acondicionada para a comercialização dentro dos veículos.

Os detidos tiveram suas prisões ratificadas pela autoridade policial na unidade policial, com base nos crimes de receptação e adulteração de sinal identificador, conforme previsto nos artigos 180 e 311 do Código Penal Brasileiro, além do crime de tráfico de drogas, de acordo com o artigo 33 da Lei 11.343/06. Posteriormente, foram conduzidos ao sistema prisional.

A operação bem-sucedida contou com a colaboração das seguintes equipes:

Helton Cota: Chefe do Departamento
Sérgio Paranhos: Chefe da Divisão
Leandro Matos: Delegado (1ª DEPIFRVA)
José Luiz: Delegado (2ª DEPIFRVA)
Inspetor Adjunto Marcos Lopes
Inspetor Marcos Santiago
Inspetor Wiler Lopes
Subinspetor Fabiano
Subinspetor Bruno Moura
Investigadores Diego, Ciro, Charlyson, Orlando, Fred, Eugênio, Dalseco, Kléber, e Marcos Fábio
Escrivão Rodrigo Resende (1ª DEPIFRVA)
Escrivã Alice (2ª DEPIFRVA)