spot_img

Delegado João Martins Teixeira indicia professor por assédio sexual em Itabira

Na manhã desta quarta-feira, a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher de Itabira concluiu o inquérito policial instaurado para apurar o caso de assédio sexual praticado por um professor de uma escola na cidade de Itabira.

De acordo com a Polícia Civil, a investigação teve início após algumas alunas relatarem para a direção da escola que estavam sendo elogiadas pelo professor. As estudantes relataram, ainda, toques inoportunos por parte do professor, bem como olhares constrangedores.

- Publicidade -

Segundo a corporação, o professor chegou a ser repreendido pelas próprias alunas, mas manteve a conduta de importunação e constrangimento. As vítimas possuem 16 e 17 anos de idade.

“A investigação tem a finalidade de reprimir de forma qualificada condutas praticadas em ambiente escolar. A responsabilização de autores que cometem crimes desta natureza é importante para desencorajar e desestimular a prática de assédio sexual, conduta tão danosa para adolescentes”, disse o delegado João Martins Teixeira, responsável pelas investigações.

O suspeito foi indiciado pela prática de crimes de assédio sexual majorados pela condição de adolescente das vítimas.

spot_img
** Os comentários de internautas em publicações das redes sociais do Notícias Uai não representam, necessariamente, a opinião deste portal e são de inteira responsabilidade do autor.

Ação não permitida.