Delegado João Martins Teixeira prende padrasto suspeito de estuprar as enteadas em Itabira

A Delegacia Regional de Itabira prendeu nesta segunda-feira, 22 de janeiro, um homem suspeito de estuprar as enteadas.

Segundo a Polícia Civil, a investigação teve início após uma das vítimas relatar para o irmão os abusos que estavam sendo praticados pelo padrasto. Segundo a adolescente, ela estaria aguentando os abusos há algum tempo. No entanto, decidiu denunciar o padrasto após tomar ciência de que a irmã de apenas 10 anos de idade também estava sendo violentada.

De acordo com a corporação, a vítima contou ao irmão que, apesar de ter relatado para a mãe os abusos que vinha sofrendo, a mulher não tomou qualquer providência e continuou se relacionando com o investigado.

“O irmão da vítima obteve acesso ao conteúdo das mensagens enviadas à vítima pelo investigado. Tal conteúdo foi entregue à Polícia Civil, que instaurou o inquérito policial”, disse a PCMG em nota.

Diante da gravidade da situação, o Poder Judiciário determinou que o investigado mantivesse distância das vítimas, bem como que não realizasse qualquer tipo de contato com elas. Apesar disso, a Polícia Civil obteve informações que indicam que o suspeito continuou a manter contato com as vítimas.

Desta forma, a Polícia Civil representou pela prisão preventiva do investigado, medida que foi prontamente deferida pelo Poder Judiciário.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Dr. João Martins Teixeira, “a prisão foi medida necessária para assegurar a higidez da investigação policial e para preservar os direitos fundamentais das vítimas”.

O suspeito foi encaminhado ao sistema penitenciário, local em que ficará à disposição da Justiça.

** Os comentários de internautas em publicações das redes sociais do Notícias Uai não representam, necessariamente, a opinião deste portal e são de inteira responsabilidade do autor.