Em menos de um ano, reforma do prédio da Prefeitura de Itabira terá mais um aditivo e valor do contrato passará de R$ 9 milhões

spot_img
spot_img

O contrato para a reforma do Paço Municipal Juscelino Kubitschek, sede da Prefeitura de Itabira, irá receber mais um aditivo e vai chegar ao valor de R$ 9.135.013,81.

A obra era prevista para terminar entre julho e setembro deste ano, mas até hoje (7/12) não foi concluída.

O Poder Executivo adicionou o 2º Termo Aditivo ao contrato, dessa vez no valor de R$ 1.730.286,37.

A empresa responsável pela reforma é a Ultra Engenharia e Construções Ltda, que tem entre os seus sócios Bráulio Pena Medeiros, irmão do ex-secretário de Planejamento – Flávio Pena Medeiros.

Enquanto a reforma do prédio da Prefeitura Municipal não fica pronta, o Município paga um aluguel mensal de aproximadamente R$ 72 mil para usar a estrutura da Funcesi.

A prefeitura até hoje não se manifestou sobre o atraso e os valores da obra.

Leia o termo aditivo na íntegra:

“– 2º Termo Aditivo Artigo 65, inciso I, alínea “a”, § 1º da Lei 8.666/93. Referência: Processo 352/2022 – Contrato 191/2022 Contratada: Ultra Engenharia e Construções Ltda Objeto: Contratação de empresa para execução de serviços de reforma e melhorias no Paço Municipal, no Município de Itabira/MG. Cláusula I – Valor – Referente à cláusula IV 1.1 – Fica acrescido em R$ 1.730.286,37 (Um milhão, setecentos e trinta mil duzentos e oitenta e seis reais e trinta e sete centavos) o valor contratual, correspondente a 28,13 % (vinte e oito virgula treze por cento), conforme solicitação da Secretaria Municipal de Obras, Transportes e Trânsito, através do Ofício n. 1062/SMOTT. 1.2 – Após esse aditivo, o valor do contrato passa a totalizar R$ 9.135.013,81 (nove milhões cento e trinta e cinco mil, treze reais e oitenta e um centavos)”.

spot_img
spot_img
spot_img
** Os comentários de internautas em publicações das redes sociais do Notícias Uai não representam, necessariamente, a opinião deste portal e são de inteira responsabilidade do autor.

Ação não permitida.