Corpo de mulher assassinada pelo companheiro é encontrado a mais de 7 metros de profundidade em São Gonçalo do Rio Abaixo

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) localizou em um bota-fora, no município de São Gonçalo do Rio Abaixo, região Central do estado, no último domingo (31/12), o corpo de uma mulher, de 36 anos, que estava desaparecida há 14 dias. O principal suspeito do crime, um homem de 39 anos, foi preso preventivamente em Antônio Dias, cidade a cerca de 90 quilômetros de distância.

Em depoimento, o investigado confessou ter matado a mulher a facadas, motivado por ciúmes e com o intuito de ter a guarda do filho exclusivamente para ele. Na oportunidade, ele ainda indicou onde teria escondido o corpo da vítima.

As buscas pela mulher duraram cerca de sete horas e contaram com o apoio do Corpo de Bombeiros e da Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo (que forneceu máquinas e funcionários). O corpo foi localizado soterrado a mais de 7 metros de profundidade.

Investigação

Por meio de levantamentos, a PCMG apurou que a mulher era vítima de violência física e psicológica, além de sofrer ameaças e injúrias por parte do companheiro, com quem manteve um relacionamento há quatro anos e teve um filho, uma criança de dois anos.

Durante as investigações, foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas cidades de João Monlevade (onde a vítima morava), em São Gonçalo do Rio Abaixo (cidade em que morava o investigado) e em Antônio Dias (onde o suspeito foi localizado e preso).

As investigações, coordenadas pela Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) em João Monlevade, continuam.

 

 

Fonte: Acom / PCMG

** Os comentários de internautas em publicações das redes sociais do Notícias Uai não representam, necessariamente, a opinião deste portal e são de inteira responsabilidade do autor.