Itabira – prefeito libera servidores para trabalhar em casa; obra milionária não foi entregue no prazo

Foi publicada no Diário Oficial Eletrônico do Município de Itabira, a portaria de nº 272 – que dispõe sobre a possibilidade de home office/teletrabalho (trabalhar de casa) para os servidores do Paço Municipal Juscelino Kubitschek (prédio da prefeitura).

A medida, assinada pelo prefeito Marco Antônio Lage (PSB), ocorre depois de não ter sido concluída no prazo a entrega da reforma do prédio – que seria entre julho e setembro de 2023.

“Considerando a necessidade de remanejamento temporário dos servidores que trabalham no Paço Municipal para outro espaço durante a reforma do referido prédio; e considerando a necessidade de adequação do novo espaço ao dimensionamento de pessoal”, diz a portaria.

De acordo com o Diário Oficial, o servidor deverá fazer uma “manifestação de adesão
voluntária” ao home office e ser autorizada pela chefia imediata. O funcionário também deverá utilizar de estrutura própria, suficiente para a execução de todas as atividades que forem de sua responsabilidade e cumprir rigorosamente o horário de trabalho.

A íntegra do documento está disponível no final da reportagem.

Reforma milionária

A obra deve custar mais de R$ 9 milhões e é realizada pela Ultra Engenharia e Construções Ltda, que tem entre os seus sócios Bráulio Pena Medeiros, irmão do ex-secretário de Planejamento – Flávio Pena Medeiros.

Enquanto a reforma do prédio da Prefeitura Municipal não fica pronta, o Município paga um aluguel mensal de aproximadamente R$ 72 mil para usar as instalações de uma faculdade privada.

Leia a íntegra da Portaria nº 272

 

** Os comentários de internautas em publicações das redes sociais do Notícias Uai não representam, necessariamente, a opinião deste portal e são de inteira responsabilidade do autor.