Sargento Roger Dias, assassinado em BH, será promovido

O sargento Roger Dias, assassinado por um criminoso durante uma perseguição em Belo Horizonte, terá direito à promoção post-mortem, concedida a militares que perdem a vida durante o trabalho.

No caso do policial Roger Dias, ele será promovido a segundo sargento. Ele foi assassinado covardemente por Welbert de Souza Fagundes, de 26 anos, criminoso que tem mais de 18 passagens e, mesmo assim, teve concedido o benefício da ‘saidinha de Natal’ e não voltou para a prisão.

** Os comentários de internautas em publicações das redes sociais do Notícias Uai não representam, necessariamente, a opinião deste portal e são de inteira responsabilidade do autor.