Secretaria de Estado envia nota ao Notícias Uai e confirma que Itabira não receberá vacinas contra a dengue pelo SUS

Vinte e duas cidades de Minas Gerais foram selecionados pelo Ministério da Saúde para iniciar a vacinação contra a dengue pelo Sistema Único de Saúde (SUS) a partir de fevereiro. Itabira, mesmo sendo a 2º cidade do estado com o maior número de casos e com três mortes suspeitas, não aplicará a vacina pelo SUS.

O Notícias Uai entrou em contato e pediu posicionamento ao Ministério da Saúde, à Prefeitura Municipal de Itabira e à Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais – que foi a única a se posicionar.

Em nota enviada ao Notícias Uai nesta sexta-feira, 2 de fevereiro, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) – por meio da Gerência Regional de Saúde (GRS) de Itabira – listou os munícipios que irão receber o imunizante, confirmando que Itabira não está na lista.

A SES-MG também disse que “aguarda informações do Ministério da Saúde quanto à data e número de doses que serão recebidas da vacina contra a dengue”.

Leia a nota na íntegra: 

“Nota vacinação contra a Dengue 2024

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), por meio da Gerência Regional de Saúde (GRS) de Itabira, comunica que aguarda informações do Ministério da Saúde quanto à data e número de doses que serão recebidas da vacina contra a dengue.

De acordo com o órgão federal, os critérios para definição dos municípios que receberão as doses seguiram as recomendações da Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização e da Organização Mundial de Saúde. As regiões de saúde selecionadas atendem a três critérios: são formadas por municípios de grande porte, ou seja, mais de 100 mil habitantes, com alta transmissão de dengue registrada em 2023 e 2024, e com maior predominância do sorotipo DENV-2.

Em razão da capacidade limitada de fornecimento de doses pelo laboratório fabricante da Qdenga, foram definidas regiões prioritárias e público-alvo de 10 a 14 anos.

Segundo lista divulgada pelo Ministério da Saúde, serão contemplados com a primeira remessa da vacina em Minas Gerais, 22 municípios, sendo 9 da região de Saúde de Coronel Fabriciano/Timóteo (Coronel Fabriciano, Timóteo, Pingo-d’Água, Antônio Dias, Marliéria, Santa Maria de Itabira, Jaguaraçu, Dionísio e Córrego Novo), e 13 da região de Saúde de Belo Horizonte/Nova Lima Caeté (Belo Horizonte, Ribeirão das Neves, Sabará, Santa Luzia, Nova Lima, Caeté, Rio Acima, Jaboticatubas, Raposos, Belo Vale, Moeda, Nova União e Taquaraçu de Minas).”

** Os comentários de internautas em publicações das redes sociais do Notícias Uai não representam, necessariamente, a opinião deste portal e são de inteira responsabilidade do autor.